31 de outubro de 2009

Pholhas em Atafona

A década de 70, entre tantas outras coisas, nos deu clássicos da canção romântica, que faziam a festa dos casais que gostavam de dançar "música lenta" juntinhos (acho que isso não existe mais...).
Dentre as bandas que fizeram muito sucesso nesse estilo, uma se destacava de forma bem peculiar: Pholhas, que era uma banda brasileira que cantava em inglês.
Tiveram uma trajetória única, começando pelo Rock Progressivo, depois música pop e finalmente MPB.
30 anos depois, mantendo a mesma competência, o grupo continua na ativa, realizando shows pelo Brasil afora, matando a saudade dos fãs que tiveram em algum momento da vida as canções do grupo como fundo musical.
A Prefeitura de São joão da Barra teve uma iniciativa legal ao fazer um festival de primavera trazendo a cada domingo um nome para se apresentar no Balneário de Atafona. E amanhã é exatamente o dias 'dos' Pholhas.
Sempre quis assisti-los ao vivo, mas ainda não será desta vez porque estou seguindo para o meu refúgio litorâneo (que não é SJB).
Mas, para quem for ficar por aqui, fica a dica do Blog. Não percam, sobretudo os antigos admiradores do grupo.
Incorporei ao Blog logo abaixo videos com dois clássicos românticos inesquecíveis, mais uma tradução. Bom feriadão!
"She Made Me Cry":



There's a Pholhas show at Pelourinho, Brazil, singing the song "Forever":



Agora a tradução de "Forever":


30 de outubro de 2009

Feliz Aniversário!

É hoje! Esclarecendo o mistério da postagem do Uriah Heep logo abaixo, o segredo é desvendado: quem faz 50 anos neste 30 de outubro de 2009 é o dono do Blog. Nosso amigo Luiz Felipe Muniz! Parabéns camarada! Fique tranquilo, a vida começa aos 50! Também completei meio século este ano. Nossa geração acabou com a histórica divisão “antes e depois dos 50”. Não existe andropausa! Ou, se existir, é lá pelos 80. Ainda temos três décadas de qualidade de vida. Podem dizer que não é muito, mas garanto que não é pouca coisa. Aproveite pois este dia e os próximos decênios, sempre contribuindo com sua parte para a melhoria deste pequeno planeta azul. Continuemos nossa jornada. A vida nos reserva coisas boas. E, como diria o Uriah Heep... Happy Birthday, Magician!

28 de outubro de 2009

The Magician's Birthday

Esta semana é especial. Tem um grande amigo que vai completar 50 anos na sexta, dia 30 de outubro. Meio século de existência! Uma data muito legal. Amanhã ou depois eu digo quem é.
Pensando nessa comemoração, como sempre faço, associei a data e a pessoa a alguma coisa ligada à música.
Então vejamos... Acho o aniversariante uma espécie de "mago": uma personalidade da Renascença capaz de atuar em áreas técnicas e humanas ao mesmo tempo.
Inspeciona equipamentos, monta ações judiciais, atua como educador ambiental com os conhecimentos em Psicopedagogia que adquiriu em Pós-Graduação, ajudou a criar e dirigiu durante anos a mais antiga organização ambiental do Norte-Fluminense com a base que tem em Direito Ambiental, é oficialmente capacitado em Terapias Alternativas, etc. etc.
OK, já falei que amanhã ou depois digo quem é...
Mas é por isso tudo que o associei ao termo "mago". E não tem jeito, quando penso nesse termo não é do Paulo Coelho que eu me lembro e sim do Uriah Heep.
Acho que vocês não conhecem. É um personagem de Charles Dickens (ou será Mark Twain? Não me lembro). Não importa. Na verdade estou me referindo a um grupo musical inglês bem antigo. Eles gravaram um álbum clássico chamado "The Magician's Birthday". Viram a relação com a data e o aniversariante? Eu adoro esse disco (acho que é de 1974) e inseri aqui uma música da banda, só que de um disco anterior, cujo nome é... "The Wizard"!!! O Mago, O Bruxo, o Xamã... Em homenagem ao amigo, aí está!


27 de outubro de 2009

Menos dinheiro do Pré-Sal para produtores

"O deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) propõe em seu relatório sobre o projeto que altera o marco regulatório para a exploração de petróleo na camada pré-sal menos recursos para os estados e municípios produtores. O deputado apresentou o parecer sobre o projeto na noite desta terça-feira (27). Como houve pedido de vistas, a votação do relatório deve acontecer na próxima semana."
Leia aqui a íntegra dessa notícia.

Amy turbinada

Melhor cantora e compositora em atividade (em minha opinião), mas com uma personalidade digamos... "difícil", Amy Winehouse sempre encontra tempo - entre suas internações e prisões - para gravar discos excelentes e realizar shows fantásticos. Mas não é só isso: ela gastou US$ 50 mil para dar uma "turbinada" nos seios. O resultado ficou bom, como podem verificar nesta foto registrada ontem quando ela saia de um restaurante. De vez em quando ela dá um soco na cara desses fotógrafos. Aí eles chamam a polícia. A polícia vem, encontra drogas e prende ela. Depois liberam para tratamento psiquiátrico. Aí ela compõe músicas incríveis e tudo recomeça... Tem gente que não gosta dela. Eu gosto. Desde que ela não me dê um um soco!

Novos Conceitos Arquitetônicos

Um dos melhores programas produzidos na TV brasileira é o "Cidades e Soluções", apresentado pelo jornalista André Trigueiro.
Pesquisando propostas inovadoras para melhorar os ambientes urbanos e, consequentemente, a qualidade de vida dos seus habitantes, o programa traz a cada edição um assunto que visa o bem estar de todos, mas mantendo o foco na sustentabilidade, nas críticas questões ambientais.
Na edição que incorporamos aqui, um conceito desconhecido pela maioria, chamado "Retrofit". Vejam e entenderão.

"O Retrofit é a prática arquitetônica que se insere na agenda do desenvolvimento sustentável. O processo envolve mudar o interior para adequá-lo ao projeto, sem mexer na estrutura externa."

25 de outubro de 2009

Coisa Fina

Com todo o respeito, essa é só para quem tem gosto bem apurado, sofisticado. Nenhum preconceito contra quem não gosta de um classic jazz revisitado com tintas modernas, que é o que faz a maravilhosa Melody Gardot, nesta "Baby I'm A Fool"...

A Foto do Fim de Semana

E, para encerrar o fim de semana e nos prepararmos para mais uma que se inicia, olhemos para o espaço infinito...


"Foto obtida pelo telescópio espacial Hubble mostra a "bagunça" que a explosão de uma estrela provoca. A imagem mostra a Nebulosa do Caranguejo, aglomerado de remanescentes de uma supernova de mil anos. Em seu centro há um pulsar, uma estrela de nêutrons com massa semelhante ao Sol mas com as dimensões de uma pequena cidade. Este 'miolo' da Nebulosa do Caranguejo tem uma rotação de aproximadamente 30 giros por segundo. (NASA, ESA, J. Hester, A. Loll-ASU; Davide De Martin, Skyfactory)"

Besouro

Finalmente uma boa produção cinematográfica nacional que aborda um pouco da história da Capoeira, com toda a sua ação, significados culturais e sociais, misticismo, etc. Trata-se da história real do lendário capoeirista baiano que viveu nos anos 20. Deve estrear em breve.




24 de outubro de 2009

Viver a Vida

Como diria o Artur Xexeo, colunista do Globo, eu não acompanho mais novela, mas dou uma olhadinha de vez em quando. A atual das nove ("Viver a Vida") tem um destaque especial: o visual de Buzios. Mas não vou falar daquela bela terrinha agora.
Essa postagem é para chamar a atenção sobre a trilha-sonora.
Disco de novela sempre foi um referencial sobre as novidades do mundo da música Pop e da MPB. No entanto, nos últimos tempos, acho que por causa da pouca produção de coisas boas, o que víamos eram regravações de temas antigos, com roupagem nova. Ou simplesmente colocavam os temas originais, de décadas passadas. Mesmo em "Viver a Vida" vemos que o tema de abertura é "Sei lá (a vida tem sempre razão)" com Tom Jobim, Miúcha e Chico Buarque. Obra-prima, mas... cadê as novidades?
Bem desta vez a Som Livre surpreendeu ao lançar um segundo disco com temas internacionais, sob o título "Viver a Vida - Lounge".
Mas o que esse CD tem de diferente? Resposta: uma seleção eclética de World Music, Folk Celta, Pop Cool, New Bossa, etc.
Causa espanto ter em um mesmo disco lançado no Brasil faixas de artistas poucos conhecidos mas ótimos como Living Theatre, 3-11 Porter, Loreena Mckennit, Paul Schwartz, Sarah Brightman, etc.
Vale a pena adquirir essa ótima seleção que deve estar abrilhantando as cenas da novela que já tem Búzios como fundo visual privilegiado.
Incorporei ao Blog, logo abaixo, dois videos com duas dessas faixas. Acho que vão gostar...
E bom fim de semana a todos!



O video aí de cima é com a fantástica canadense Loreena Mckennit.
A seguir um video com a música "Surround Me With Your Love" (traduzida) do grupo cult 3-11 Porter. Parece que é o tema do personagem Marcos (meu xará...) e da bela Helena (Taís Araújo).



23 de outubro de 2009

Pixar

Acho que todos já viram aquela introdução das ótimas animações da empresa Pixar (que foi adquirida pela Disney). Pois olhem só essa engraçada animação que é uma paródia à boa idéia do estúdio. Eles criminalizaram a ação da luminária ao pisar na letra I. Vejam o resultado...

22 de outubro de 2009

Deu no JB um Mauro Santayana sempre atento e oportuno: crentes ou cidadãos?!

O crente e o cidadão

22/10/2009 - 23:23
Enviado por: Mauro Santayana

Por Mauro Santayana

Qualquer que seja a ideia que façamos de Deus, ou dos deuses, ela se subordina à inteligência e aos sentimentos de cada ser humano. A teologia, tanto nas confissões cristãs, como nas demais manifestações de fé, é uma construção histórica, sob a influência dos poderes terrenos. Foram esses poderes terrenos que levaram os sacerdotes judeus a opor-se a Cristo. O panteísmo patrocinava a liberdade investigadora dos gregos, mas Sócrates foi condenado à cicuta sob a acusação de desobedecer aos deuses e, assim, às leis da cidade. O cristianismo, ao legitimar o poder de Constantino, impôs alguns dogmas que retardaram o desenvolvimento da ciência e mantiveram, durante toda a Idade Média, os pobres submetidos à opressão dos nobres. Em todo esse período, a nobreza, associada à Igreja, alternava a repressão mais violenta com atos de presumida piedade, a fim de manter a estagnação social.


O historiador polonês Bronislaw Geremek, de origem judia convertido ao catolicismo, e com forte presença política em seu país, publicou fascinante estudo sobre o tema, com o título de A piedade e a forca. Quando os pobres se rebelavam, a forca funcionava – quando não se acendiam as fogueiras. Sempre foi assim, mesmo antes que a Igreja Católica se tornasse o centro ocidental do poder. Como se sabe, bem antes que Cristo subisse as trilhas do Calvário, Crassius levantou 6 mil cruzes ao longo da Via Appia e nelas pendurou os prisioneiros remanescentes da rebelião de Spartacus.


Os protestantes não foram diferentes dos católicos na intransigência religiosa, como dos cristãos não se diferenciaram muito os muçulmanos, em alguns momentos de sua história. O confronto entre xiitas e sunitas – pelas mesmas vielas de Bagdá onde hoje continuam matando-se – mostra que cada um faz de Deus o escudo que lhe convém.

LEIA MAIS AQUI

Fotos de uma grande alegria da família: formatura da Fernanda Muniz de Souza Rangel, sobrinha querida!




Parabéns, galera da FISIOTERAPIA -UFRJ/2009

Mais uma mobilização global pelo sucesso do encontro pelo Clima em Copenhague


Pessoal, é o seguinte:


Sábado dia 24 de outubro é o dia de ação global da 350. Saiba mais e participe no link:


Encontre um evento!
http://www.350.org/pt/action-list

Mês passado os eventos da Hora de Acordar inundaram as linhas telefônicas dos nossos governantes. Este sábado acontecerá uma nova mobilização global pelo clima para mostrar aos governantes o fôlego, poder e clareza do movimento climático global.

http://www.avaaz.org/po/350_map

O Brasil, a Felicidade e a Rio-2016


Recebi o texto abaixo e achei muito interessante. Foi publicado em um jornal de Madri, Espanha. Não consegui o link do original para colocar aqui. Mas o artigo traz o nome do autor e o tradutor. Ainda inflados pela conquista, ficamos orgulhosos com a alma brasileira...



14/10/2009
O que explica Rio-2016 ? A vocação inata do Brasil para a felicidade


Juan Arias
O fato de o Rio de Janeiro ter ganhado a disputa para hospedar os Jogos Olímpicos de 2016, deixando para trás cidades de grande prestígio como Madri, Chicago e Tóquio, já foi analisado de todas as formas. Tudo foi dito. Que a América do Sul já merecia uma Olimpíada. E é verdade. Que o Brasil é hoje a potência econômica emergente da região. Também é verdade, assim como que boa parte da vitória se deveu à enorme popularidade mundial do carismático ex-metalúrgico e hoje presidente Luiz Inácio Lula da Silva. E com ele a atuação do deus do futebol, Pelé, e do mago carioca Paulo Coelho, que soube ganhar a simpatia das mulheres dos delegados do Comitê Olímpico Internacional (COI), as quais convidou para jantar em um restaurante em Copenhague, em um clima de felicidade brasileira. Ou terão sido só as imagens das belezas únicas da mágica cidade carioca? Também, mas não só.

Existe outro elemento pouco destacado, que é a vocação inata do Brasil e dos brasileiros para a felicidade, que acaba se irradiando internacionalmente, contagiando o mundo.

Se houvesse sido feita uma pesquisa nacional, teria aparecido que nesse dia 100% dos brasileiros se sentiram felizes quando o presidente do COI abriu o envelope e apareceu Rio de Janeiro como vencedora da competição para realizar os Jogos Olímpicos de 2016. Os brasileiros, que gozam de uma formidável coesão nacional, estão sempre abertos para acolher qualquer motivo para ser felizes. E abrigar os jogos lhes causou orgulho e felicidade. E não escondem isso - outra característica do brasileiro.

Em minha primeira entrevista com a atriz de cinema e teatro Fernanda Montenegro, quando cheguei ao Brasil, há dez anos, ela me disse algo que nunca esqueci e que mais tarde pude tocar com a mão: "A diferença entre um europeu e um brasileiro é que o brasileiro não se envergonha de dizer que é feliz, e o europeu, sim".

Qualquer um que passa pelo Brasil, por turismo ou trabalho, sente-se rapidamente capturado pela cordialidade, a exuberância afetiva, o acolhimento alegre de sua gente, do norte ao sul do país. "É que com os brasileiros não se pode brigar, porque sorriem até quando você fica nervoso", me disse um correspondente argentino. É verdade. A vocação do brasileiro é mais para a paz, a amizade, o entendimento mútuo, o desejo de agradar, do que para a guerra ou a disputa. E então, o que acontece com a violência que mata no Brasil mais que em outros países? Não é uma violência brasileira, mas produzida pelo câncer do tráfico de drogas.

A melhor arma do brasileiro continua sendo o sorriso. O catedrático de estética da Universidade do Rio Isaías Latuf foi indagado em plena na rua em Buenos Aires se era brasileiro. "Como percebeu?", ele perguntou. E a resposta foi: "Por seu sorriso".

Segundo uma pesquisa realizada em 2008 em 120 países pelo Instituto Gallup e apresentado pela Fundação Getúlio Vargas, a felicidade do brasileiro é superior a seu PIB. O jovem brasileiro aparece com uma avaliação da felicidade superior à média mundial. O estudo revela que os jovens brasileiros entre 15 e 29 anos apresentam maior esperança de ser felizes nos próximos cinco anos do que os jovens do resto do mundo. E essa esperança de felicidade alcança 9,29%.

Os psicólogos tentaram analisar esses dados. Como é possível que os jovens de um país que aparece somente no 52º lugar no índice mundial de renda se sintam os mais felizes do planeta? O psicólogo Dionisio Benaszewski atribui isso ao fato de que, segundo a mesma pesquisa, os jovens brasileiros valorizam mais a felicidade do que o trabalho ou o dinheiro. Se há algo que de fato eu constatei no Brasil é que a maioria dos cidadãos, até os mais pobres, não vivem para trabalhar; trabalham para viver e para viver felizes. É quase impossível conseguir que alguém queira trabalhar em um domingo, mesmo ganhando o dobro. Costumam dizer: "Ah, não, domingo não dá".

Segundo Benaszewski, existe outro elemento gerador de felicidade no Brasil, que é causado pelas boas relações existentes entre membros da família e entre vizinhos. Aqui a rede de solidariedade, sobretudo entre os mais pobres, é formidável. Um exemplo disso são as favelas do Rio, que entre elas se chamam de "comunidades". E o são. O elemento afeto nas relações e o afã por ajudar-se mutuamente nas adversidades, ou de desfrutar os momentos felizes, são proverbiais.

Costuma-se dizer que os brasileiros sabem tirar felicidade até das pedras. Eles a buscam na alegria e na tristeza. No dia em que o Rio ganhou como sede dos Jogos Olímpicos, um casal de jovens brasileiros entrevistado em Madri por um repórter do programa de Iñaki Gabilondo disse algo mais ou menos assim: "Não fiquem tristes. Venham para o Rio, que é uma cidade maravilhosa, que se sentirão felizes". Pensei que, se tivesse sido o contrário, se Madri tivesse ganhado e o Rio, perdido, a jovem também teria se consolado de alguma forma, dizendo que estava feliz na maravilhosa cidade de Madri.

Assim são os brasileiros. São mergulhadores no mar da felicidade e, como não escondem isso, acabam contagiando os outros. Sem dúvida esse contágio também teve a ver na hora da votação em Copenhague.

Tradução: Luiz Roberto Mendes Gonçalves

21 de outubro de 2009

Lua Nova

Adolescentes, tremei! Chega em novembro ao Brasil o filme "Lua Nova", baseado no segundo livro da milionária série "Crepúsculo" da escritora (e professora) americana Stephenie Meyer.
"A série de Meyer fervilha com a atração das paixões proibidas somadas ao tempero inebriante do sobrenatural" (The New York Times). Eu acho a série legal...

Verão carioca

Gostei do material de propaganda do verão carioca 2010 lançado hoje pela Riotur.


"A Secretaria Especial de Turismo (Riotur) divulgou nesta quarta-feira (21) uma logomarca criada para representar o verão carioca de 2010. A marca reúne as cores azul, verde, amarelo e laranja, representando o mar, o sol e a natureza do Rio."

“Nossa ideia é fazer com que a programação de verão seja cada vez mais intensa. Por isso, estamos criando uma marca, uma identidade para o verão carioca, transformando todo o verão do Rio de Janeiro num grande evento, criando um produto”, disse o secretário especial de Turismo, Antonio Pedro Figueira de Mello.

20 de outubro de 2009

Novo Parque em New York: High Line

Enquanto por aqui existe uma crise de criatividade e de mal utilização do dinheiro público, vemos em Nova York um exemplo de preocupação com o espaço público. Dirigir cidades, criar bons ambientes urbanos, deveria ser preocupação de prefeitos, vereadores e governadores. Mas o que vemos in Brazil são soluções antigas e remendos do que já não era bom...


"Com 800 metros de comprimento, a primeira parte do mais novo parque de Nova York se estende sobre nove quarteirões na região oeste de Manhattan, ao longo de um antigo viaduto."

Monet

Uma clássica pintura do mestre impressionista francês Claude Monet, celebrando a primavera. É o quadro "Jardim de Íris", pintado em 1900. Cores, luzes e natureza. Para vocês, nesta terça-feira nublada de outubro.

19 de outubro de 2009

O Contador para a COP15

Contagem regressiva para Copenhage. Nosso Blog participa!
"O contador é um lembrete de que chega o dia de os líderes mundiais tomarem atitudes certas para controlar o aquecimento global. É a mensagem do movimento Tictactictac, aliança entre ONGs, sindicatos, grupos religiosos e pessoas como você que lutam por um mundo justo e sustentável."

object>

Movimento Tictac (GCCA):
"A Campanha Global de Ações pelo Clima (GCCA, na sigla em inglês) é fruto de uma aliança inédita de organizações não-governamentais, sindicatos, grupos religiosos e pessoas que tem como objetivo mobilizar a sociedade civil e a opinião pública para que os governos se posicionem e estabeleçam metas ambiciosas e justas em prol de decisões concretas para combater as causas das mudanças climáticas e amenizar seus efeitos. O objetivo da campanha é consolidar uma série de ações em diversos países, que culminarão em uma plataforma de orientações e reivindicações a ser apresentada durante a COP-15, realizada de 7 a 19 de dezembro de 2009, em Copenhague, Dinamarca. A campanha mundial GCCA está sendo implementada com prioridade em alguns países importantes para o êxito das negociações, ou seja, para que tais países tenham posições e compromissos mais efetivos e adequados para salvar o planeta da catástrofe climática. A lista desses países inclui Brasil, Japão, Canadá e Polônia (que preside o processo de preparação da COP antes de Copenhague)."

E no dia 24/10: Dia da Ação Pelo Clima

...catástrofe ambiental, segundo Gordon Brown - BBC BRASIL


Brown alerta para catástrofe ambiental se não houver acordo


Brown discursou a representantes de países que estarão em Copenhague

O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, disse nesta segunda-feira que a Grã-Bretanha enfrentará "catástrofes" de enchentes, secas e ondas de calor se os líderes mundiais não conseguirem chegar a um acordo sobre mudanças climáticas.

Brown disse que os negociadores terão 50 dias para salvar o mundo do aquecimento global e pôr fim ao impasse.

Em dezembro, representantes de todo o mundo se reunirão em Copenhague para discutir um acordo que vai suceder o Protocolo de Kyoto, que expira em 2012. O protocolo estabelece metas de redução de emissões para os países que assinam o tratado.

Em discurso a um fórum em Londres, que reúne representantes de 17 dos países que mais emitem gás de efeito estufa no mundo, o premiê disse que "não existe um plano B".

LEIA MAIS

"Lupit", novo tufão nas Filipinas...Folha SP


"Um novo tufão, o Lupit, com rajadas de 175 km/h, pode chegar às Filipinas; na foto, imagem de centro de pesquisa nos EUA"

SAIBA MAIS

18 de outubro de 2009

Kindle 2

Finalmente ficará disponível no Brasil o primeiro e-book que realmente parece que valerá a pena ter, a versão 2 do Kindle. Para mim não interessa ainda, acho que dá para evoluir mais (e os preços baixarem, tanto do aparelho quanto dos downloads - isso porque eu não sou de baixar coisas 'de grátis', via Torrent...). Se está em dúvida sobre o que eu estou falando, leia a matéria abaixo que responde todas as dúvidas sobre esse novo formato de leitura. Fonte.

"Com o lançamento do Kindle Internacional, marcado para o dia 19 de outubro, já tem muito brasileiro louquinho pra comprar o leitor de eBooks da Amazon.

A tecnologia do gadget realmente impressiona, assim como a revolução que o formato digital de livros pode representar. Mas, antes de desembolsar quase US$ 300 pelo seu, existem coisas que você deve levar em conta. Com a ajuda do estudante de Engenharia da Computação Bernardo Szpilman (20), um aficionado por leitores de livros digitais, montamos um tira-dúvidas que esclarece as principais pegadinhas que envolvem a venda do aparelho no Brasil.

“Nunca fui muito fã do Kindle pela proteção dos arquivos, o DRM. Tenho lido muito no meu Palm, pois na maioria dos leitores de eBook falta recursos de notas e dicionário. O Kindle tem esses recursos. Fico na esperança de que a Amazon siga a trilha da Apple nos mp3, tirando o DRM”, disse Bernardo ao Virgula. Vamos ao tira-dúvidas:

Mesmo com o lançamento do Kindle Internacional, é preciso estar nos Estados Unidos pra comprar o leitor? Não. Assim como a Amazon envia livros e CDs, ela está enviando o Kindle pro Brasil, por US$ 279. Ainda assim, comprar nos Estados Unidos pode ser uma boa idéia, devido à carga tributária e custos de envio que se economiza. Somando impostos de importação e custos de postagem, o valor do Kindle para o internauta brasileiro será de mais de R$ 1 mil!

Como funciona a conexão à internet? A conexão é por rede 3G (que os americanos chamam de wireless). A AT&T estará cobrindo o Brasil por parcerias de roaming, possivelmente Tim e Claro em grande parte do território nacional. Pega onde a empresa de telefonia pegar. Não precisa de senha nem pagar assinatura, como no celular. A compra do Kindle já te dá o direito de usufruir do 3G. Quer dizer, isso nos Estados Unidos, porque por aqui paga-se uma taxa fixa de US$1,99 para cada download, mesmo de livros que já são seus e estão guardados na sua "estante virtual" da Amazon. Para livros que já estiverem no aparelho não paga-se nada, e pode-se carregar esses livros no Kindle pelo computador sem custo algum (além do preço do título no ato da compra).

Se eu escanear um livro e transformá-lo num arquivo PDF, consigo passar o arquivo pro Kindle? Consegue, e sem custo nenhum (se feito pelo computador, via conexão USB). Mas um PDF, principalmente escaneado, não vai ficar legal no Kindle Internacional (a explicação completa pode ser vistaaqui). Esse modelo do Kindle é baseado no Kindle 2, tela de 6 polegadas. Nos Estados Unidos existe o Kindle DX, esse sim ideal para qualquer tipo de PDF, com tela de 9.4". Não é possível comprá-lo daqui do Brasil, mas dá pra comprá-lo nos Estados Unidos e usá-lo aqui com os 290 mil títulos oferecidos, desde que carregue pelo computador, visto que não tem suporte 3G fora dos EUA.

Qual o formato de arquivo usado pelo Kindle? Como funciona essa história de enviar um email pra Amazon pra que ela transforme o arquivo em PDF? Para os livros comprados na Amazon, o formato é AZW, que é proprietário e protegido - quer dizer, só serve pro Kindle e pra aplicativos dele em outros aparelhos. Essa coisa de enviar um e-mail é só no caso de você querer um documento em Word, PDF ou HTML convertido para AZW e entregue direto no seu Kindle via 3G. Isso tem um custo de US$1 por MB, o que é bem caro. É possível obter o mesmo resultado sem custo por intermédio do computador.

Preciso pagar por cada download feito? Existe conteúdo exclusivo que possa ser baixado no Brasil? Sim, uma taxa de US$2 por download. Veja que um download quer dizer carregar um livro via 3G, seja ele um arquivo já comprado mas que não está no seu Kindle porque você deletou, ou uma compra feita no momento. Não há notícias até o momento de conteúdo exclusivo no Brasil.

Só consigo ler no Kindle arquivos baixados pela Amazon? O Kindle também lê eBooks em MOBI (Mobipocket, é o formato que leio no meu Palm), PRC (formato específico pra palm), TXT, além de arquivos de imagem e som. O formato MOBI já foi líder e ainda hoje é usado, mas para ler no Kindle só se for sem DRM, pois ele não aceita arquivos MOBI protegidos.

Existe conteúdo nacional disponível pro Kindle, além do jornal O Globo? Existem diversas fontes para baixar livros em português que podem ser lidos no Kindle. MOBI é a melhor opção. Não há como carregar esses livros pelo 3G, precisa ser por intermédio do computador (USB). A Editora Plus, por exemplo, disponibiliza seus livros em mobi sem proteção, logo podem ser lidos no Kindle. Todo o acervo da Amazon estará disponível pro Kindle Internacional? Não. O acervo da Amazon compõe 350.000 obras. Na média os países terão acesso a 200 mil títulos. Nós, brasileiros, estamos bem acima da média, 90 mil a mais, ou seja, 60 mil não estão disponíveis para o brasileiro.

É possível, pra um brasileiro, lançar um livro independente pela Kindle Store? Ainda não. Qualquer americano com uma conta no banco pode, esperamos que seja possível em outros países no futuro.

O arquivo que eu baixo pelo Kindle pode ser lido no iPhone, por exemplo? Nos EUA já existe um aplicativo do Kindle para iPhone/iPod Touch, mas não está ainda não está disponível no Brasil. Vale notar que tal aplicativo é gratuito, então se você tem um celular agraciado e se satisfaz com a tela diminuta para leitura (e a ausência de e-ink), pode ser uma boa alternativa."



Dia do Médico

Uma singela homenagem do Blog a todos os médicos pela passagem do seu dia. Parabéns!
No video, o juramento de Hipócrates, ao som da música do grupo australiano Air Suply.



17 de outubro de 2009

Tatoo


No mesmo fim de semana do GP Brasil de Formula 1 está acontecendo, também em São Paulo (com muita chuva), a 13ª Convenção Internacional de Tatuagem do Brasil. Obras de arte do mundo todo, sendo que as "telas" são as própria pessoas. A novidade legal é o concurso de Miss Tatoo. Vejam a matéria (e a foto...) abaixo.

"Convenção de tatuagem é um desfile por natureza. De motoqueiros, roqueiros, surfistas e outros tipos que ficam zanzando para lá e para cá com suas tattoos à mostra. A nova edição da 13ª Convenção Internacional de Tatuagem do Brasil, portanto, mantém a tradição exibicionista ao incluir o concurso Miss Tattoo, cujas participantes vão mostrar os desenhos que acrescentaram na já bela paisagem, sábado (17). Mas o sabor de novidade está (tatuado) na cara, afinal é a primeira vez que o evento sedia um desfile deste tipo. “Já era hora de abrir um espaço para as meninas. Só homem tatuado, barbudo e bêbado não dá”, brincaAndré Meyer, organizador do concurso e pioneiro em body piercingno Brasil.
Caroline Sica, de 28 anos, é uma das sete finalistas. Modelo desde criancinha, é sua primeira vez: nunca participou de um desfile num evento desta natureza. “A gente entra para ganhar, mas acho importante participar porque as pessoas ainda têm muito preconceito.” Além das agulhas da máquina de tatuar, Carol, como é conhecida, já sofreu na pele a discriminação. “Já tive problemas para trabalhar por causa das tatuagens. Num teste, por exemplo, geralmente preferem a modelo que não tem.” Um júri vai escolher a vencedora, que receberá o título de mais bela das mãos de Jana, costas inteiras e um bocadinho mais tatuados, que levou a etapa de Florianópolis. Carol e as demais concorrentes disputam prêmios equivalentes a R$ 5.000. O valor dá e sobra para fazer mais tattoos ou bancar a remoção a laser delas."

Boleros

Ontem postei um comentário sobre o filme “Fados” e citei o bolero como um dos retratos da alma latino-americana. Curioso é que lembrei que - apesar de viver catando coisas que acho interessantes no You Tube para colocar aqui – nunca postei um clipe de bolero no Blog. Assim, escolhi para abrir este fim de semana, dois vídeos da mesma música. Trata-se talvez do maior clássico do estilo e vocês já devem ter ouvido pelo menos uma vez: “La Barca”.

Gênero musical pautado pelo romantismo ao extremo, é através do drama de desencontros, impossibilidades, declarações e descobertas amorosas que o bolero sobrevive ao passar das décadas. Notem que, apesar da citada dramaticidade, sua levada rítmica apela para dança, obviamente não uma dança solitária, mas de casais apaixonados.

No primeiro vídeo, a versão original do ótimo cantor Luis Miguel, que é a mais famosa. A montagem contem a letra em espanhol. No segundo, uma apresentação ao vivo do mesmo Luis Miguel só que com a tradução para o português, não em forma de legenda, mas com uma boa narrativa. Interessante as metáforas utilizadas na ótima letra, fazendo referências ao por do sol, enseadas, (im)precisão do navegar, enfim à complicada experiência do viver e do amar. Espero que gostem! Bom fim de semana!
M.C.


Ao vivo, com narração da letra em português (por Roberto Macedo):

16 de outubro de 2009

Fados

Da mesma forma que o bolero e o tango retratam o espírito latino-americano, o fado é por excelência a alma de Portugal. Muito bem retratado aqui por gente do calibre de Caetano Veloso e Chico Buarque (lembram de "Fado Tropical", proibido pela ditadura?), o filmes "Fados" de Carlos Saura estréia hoje em algumas salas dos grandes centros (sorry, periferia). Uma justa homenagem a esse emocionado gênero musical.

15 de outubro de 2009

A Elionor Ostrom, ganhadora do Nobel de Economia, é uma entusiasta da sustentabilidade e por este motivo ganhou o prêmio deste ano!


Nobel de economia reconhece estudos socioambientais
Por Paula Scheidt, do CarbonoBrasil

Por que algumas culturas identificam e se adaptam quando encaram limites ambientais enquanto outras entram em colapso? Quais os atributos para uma sustentabilidade de sucesso a longo prazo?

Estas são algumas perguntas que a economista política e cientista social Elinor Ostrom vêm se fazendo há alguns anos e foi justamente seus estudos sobre o uso cooperativo de bens comuns que a fez ganhar o prêmio Nobel de economia, dividido com o economista Oliver Williamson, que também estuda estruturas de governança para resolver conflitos de interesse.

Segundo a Academia Real de Ciências da Suécia, responsável pela entrega do Nobel, a pesquisadora norte-americana foi escolhida “por suas análises da economia da governança, especialmente dos comuns”. “Elinor demonstrou como as propriedades comuns podem ser gerenciada com sucesso por associações de usuários”, descreveram no anúncio da premiação.

Professora e pesquisadora da Universidade do Arizona (EUA), ela foi a primeira mulher a receber o Nobel de Economia. Elinor desafiou a teoria tradicional de que as propriedades comuns, como os recursos naturais, são mal administradas e deveriam ser ou reguladas por autoridades centrais ou privatizadas.

Em um dos seus mais recentes trabalhos publicado na revista Science em julho, ela cita estudos de diversos campos de conhecimento que chegaram à conclusão de que algumas políticas governamentais aceleram a destruição dos recursos, enquanto que, por outro lado, alguns usuários de recursos investem tempo e energia para alcançar a sustentabilidade.

Com base em diversos estudos sobre como pessoas comuns e funcionários públicos tentam solucionar problemas difíceis relacionados ao gerenciamento de recursos naturais, como estoques pesqueiros, pastagens, madeira e água, Elinor observou que quando trabalham em conjunto, eles desenvolvem mecanismos sofisticados para tomar as decisões e lidar com conflitos de interesse, construindo uma rede de confiança e respeito, o que os levam as soluções.

“Que um funcionário tenha um PHD não significa necessariamente que ele saiba mais que as pessoas que vivem de um recurso. (…) Há muito conhecimento local que temos que respeitar”, afirmou nesta segunda-feira (12).

Elinor percebeu que as mudanças vinham quando os benefícios da sustentabilidade eram altos o suficiente para compensar os custos em atingi-la. Evitar o colapso ambiental, por exemplo, normalmente significa enfrentar perdas no presente, como suspender a pesca por alguns anos para restabelecer os estoques, em nome de um interesse comum a longo prazo.


A cientista, que é diretora fundadora do Centro de Estudos de Diversidade Institucional na Universidade do Arizona, identificou as 10 maiores variáveis que influenciam um grupo a se organizar para fazer sacrifícios agora e se tornar sustentável ou não: tamanho do sistema de recursos, produtividade dos recursos, previsibilidade da dinâmica do sistema, mobilidade das unidades de recursos, número de usuários, liderança e empreendedorismo, normas e capital social, conhecimento de sistemas sócio-ecológicos e modelos mentais e a importância do recurso.

Múltiplos conhecimentos

Elinor chamou a atenção também para a desconexão nas bases científicas usadas por diferentes campos de conhecimento, desde a biologia até a economia, quando estudam grande problemas, como a potencial perda de recursos hídricos e florestais. Sem um quadro comum de conceitos e linguagens para descrever e explicar cada descoberta sobre complexos sistemas sócio-ecológicos, o conhecimento isolado não irá se acumular e reverter em avanços.


Para a cientista, o interesse por esta visão de integração de conhecimentos está crescendo e uma rede internacional está se formando, com diversos grupos colaborando para desenvolver mais e aplicar este quadro geral de análise da sustentabilidade em sistemas sócio-ecológicos.

“Elinor não é apenas uma cientista brilhante e inovadora que, combinando de uma forma original abordagens na economia, antropologia e ciência política, abriu muitas novas perspectivas para estudos em instituições e políticas, mas ela também é uma cientista extremamente modesta e generosa, que se esforçou muito para compartilhar suas ideias com aqueles que as mais precisam, nos Estados Unidos e no mundo”, disse seu colega Sander van der Leeuw, que é diretor da Escola de Evolução Humana e Mudança Social da Universidade do Arizona.

Para Leeuw, ela é um exemplo do tipo de cientista que mais precisamos hoje: transdiciplinar e totalmente comprometida com as grandes questões que as sociedades precisam lidar hoje.
(Envolverde/CarbonoBrasil)

Quaterna Réquiem

O grupo carioca Quaterna Réquiem fundado em 1986 está de volta à ativa.
Uma apresentação especial está agendada no dia 29 de Outubro no Centro Cultural Suassuna no Rio De Janeiro.
Outra boa notícia é que o grupo está preparando também um novo álbum. "O Arquiteto" será composto de uma suíte dividida em 5 partes, inspiradas nos estilos de 5 arquitetos de séculos, países e estilos de época diferentes: (Itália – Renascença, França – Barroco/Classicismo, EUA – Modernismo, Espanha – Romantismo e Brasil – Modernismo/Contemporâneo).
A banda que tem em sua formação atual Elisa Wiermann (piano e Sintetizadores), Kleber Vogel (violino), Cláudio Dantas (bateria e percussão), Roberto Crivano (guitarra e violão) e Jorge Mathias (baixo) tem em sua discografia dois discos de estúdio: "Velha Gravura" (1990) e "Quasímodo" (1994) e um disco ao vivo, "Livre" (1999), além de um DVD, "Quaterna Réquiem" (2006). O disco "A Mão Livre" (2003) também foi lançado, mas nesse caso sob o duo Wiermann & Vogel.
Todos os discos podem ser comprados através da LOJA VIRTUAL do site da banda.
Informações sobre o show:
Local: Centro Cultural Suassuna – Av. Das Américas, 2603 – Barra Da Tijuca, RJ
Data: 29/10/2009 – Quinta-feira
Horário: 21 horas
Informações: (21) 2439-8002 – www.ingresso.com.br
Valores: Inteira: R$ 30,00 + R$ 4,50 (Serviço) / Meia: R$ 15,00


14 de outubro de 2009

Gary Numan: On Broadway

Só no You Tube para acharmos coisas raras como essa. Eu tinha isso em fita VHS. Nunca foi lançado em DVD (por isso a qualidade visual não é muito boa). Mesmo em CD essa inusitada versão da clássica "On Broadway" só apareceu como bônus tempos depois. Esse show é de 1979 e mostra um dos padrinhos do Technopop inglês ainda no começo.

Fortemente influenciado pelo visual andrógino de David Bowie (que naquela época estava em sua fase eletrônica alemã, adorando o Kraftwerk), Gary Numan surpreendeu todo mundo com uma música criativa e robótica.

Mas o destaque desse video (em minha opinião) não é ele e sim uma figura que nem aparece (a câmera foca o tempo todo em Gary Numan). Chama-se Billy Currie que viria a ser um dos tecladista de outro grupo seminal do período: o Ultravox que contava com a produção do gênio Brian Eno, mestre do minimalismo eletrônico, ex-componente da banda de Rock Progressivo Roxy Music (1971).

Bem, acho que estou dando muitas referências para iniciados e esse não é o perfil desse Blog. Só uma dica: prestem atenção ao som do solo de sintetizador de Currie da metade até o final da música. Ele toca um Arp Odissey, teclado analógico do qual poucos foram fabricados e hoje é peça rara. Um som único que Billy tratou de projetar no espaço, criando uma Broadway interestrelar! Cósmica, viajante... Aumentem o som!



Ignacy Sachs, um mestre em sustentabilidade socioambiental, opina sobre o pré-sal - saiu na Carta Capital e no Portal da Petrobras.

"Outra opinião: o pré-sal segundo Ignacy Sachs


Em entrevista na matéria “A energia do amanhã” do suplemento trimestral CartaVerde, da última edição (567) da revista Carta Capital, o economista e brasilianista polonês naturalizado francês, Ignacy Sachs falou, entre outros assuntos, do papel do pré-sal. Com o aval de quem teve relevância na primeira Conferência da ONU de Meio Ambiente e Desenvolvimento, em Estocolmo, quando formulou o conceito de ecodesenvolvimento – mais tarde rebatizado pela ONU de desenvolvimento sustentável, Sachs também participou da Cúpula da Terra, a Eco-92, como conselheiro especial das Nações Unidas na Conferência do Rio de Janeiro. Atualmente, é consultor de vários governos, incluindo o brasileiro, onde atua no Ministério de Desenvolvimento Agrário, e de organismos internacionais. É também professor emérito da Escola de Altos Estudos de Ciências Sociais, em Paris. Da entrevista, destacamos os seguintes trechos:



CV: Como implantar uma economia de baixo carbono num mundo que gira em torno do petróleo e de toda sua cadeia produtiva?


IS: Construir uma estratégia de saída progressiva do petróleo é tarefa de décadas, que não deve subestimar o poder de fogo das forças conservadoras no Brasil e no mundo. A biocivilização está sendo inventada e requer planejamento a partir de agora. Os geólogos nos dizem que estamos nos aproximando do pico do petróleo. Quando ele se tornar mais raro e sua extração mais difícil, os preços altos vão nos empurrar para a busca de soluções mais viáveis. O problema é que, nos últimos 30 anos de contrarreforma neoliberal, perdemos a capacidade de pensar a longo prazo. Estamos atrelados ao imediatismo, pretendendo que o mercado regule tudo. O mercado é míope e insensível às questões sociais e ambientais. Então, precisamos reintroduzir o hábito de planejar para fazer essa transição.


CV: A descoberta do pré-sal não muda esse cenário?


IS: Não muda, apenas dá ao Brasil a vantagem de ter uma nova fonte de petróleo, embora de difícil manejo e com alto custo de exploração. O importante é saber utilizar os recursos energéticos para construir essa estratégia de transição, financiando pesquisas que permitam a evolução dos biocombustíveis, por exemplo. Reservar o petróleo para finalidades químicas e petroquímicas, que são usos mais nobres do que a queima para combustível. Investir na terceira geração de biocombustíveis, a partir de algas marinhas, e na energia eólica em regiões desérticas. Assim não serão subtraídas áreas destinadas à agricultura. Não quero parecer um otimista tecnológico inveterado nem quero aceitar o pessimismo dos que acham que estamos na eminência de uma catástrofe."

VEJA MAIS

O Símbolo Perdido

Depois de mais de cinco anos do lançamento do best-seller “O Código da Vinci”, o escritor americano Dan Brown colocou nas livrarias da Inglaterra e EUA no fim de setembro o seu novo romance “The Lost Symbol” (“O Símbolo Perdido”). A previsão de lançamento no Brasil é mês que vem, pela Editora Sextante.
A demora se deveu a pesquisas necessárias para confecção da obra, bem como a um processo que ele respondia por possível plágio, movido por escritores europeus. Na verdade a história de Maria Madalena e Jesus já era debatida há muitos séculos e o que Brown fez foi colocar uma trama amarrando diversas histórias não oficiais compiladas em um romance. Ele foi inocentado...
“The Lost Symbol” é mais uma aventura do professor Robert Langdon, desta vez na capital americana, Washington. A história se passa em um período de 12 horas e o foco agora é na maçonaria. Obviamente ele repete a fórmula de “O Código” e “Anjos e Demônios”.
Não faltam mitos, lendas, teorias de conspiração, segredos, irmandades secretas, etc. ao longo do desenrolar da civilização. Muita coisa não devidamente explicada que aguçam a curiosidade do leitor. Então o que ele faz? Pesquisa, pesquisa, pesquisa e cria uma novela cheia de ação e informação que prende a atenção dos curiosos em geral, sobretudo por tratar basicamente da ciência moderna em contraposição (ou como comprovação...) aos conhecimentos e misticismos antigos.
Não tenham dúvida que este vai ser mais um recordista em vendagens e deverá ser devidamente adaptado para o cinema em tempo recorde (acredito que o lançamento do filme seja em 2011).
Vamos aguardar o lançamento no Brasil (novembro) para fazermos um comentário mais completo aqui no Blog sobre esse tão aguardado livro.

Blogosfera brasileira terá encontro inédito em Brasília para discutir a atual mídia e o papel dos jornalistas!


Uma proposta interessante para também ser uma meta da Rede de Blog's de nossa região, ou seja, promover um encontro dos grandes nomes da blogosfera brasileira na região de Campos dos Goytacazes/RJ, para discutir o atual papel da mídia diante do avanço veloz qualificado dos blog's, e, de um certo desmascaramento das intenções ocultas na informação vendida pelos tradicionais veículos de comunicação e informação.

Veja o que postou o Conversa Afiada aqui sobre o encontro que ocorrerá em Brasília entre 26 e 30 de outubro próximo.

Programação da Escola Livre de Jornalismo
26/10 ==> Paulo Henrique Amorim - CONVERSA AFIADA  
27/10 ==> Luís Nassif - BLOG DO NASSIF
28/10 ==> Luiz Carlos Azenha - VI O MUNDO
29/10 ==>  Rodrigo Vianna - ESCRIVINHADOR
30/10 ==> Marco Weissheimer - RS URGENTE

13 de outubro de 2009

Agora chegou a vez do Presidente Obama enfrentar a mídia partidarizada - não acontece somente no Brasil, Venezuela e Argentina!!! Do blog do Azenha


Casa Branca ataca a Fox News
Atualizado em 12 de outubro de 2009 às 22:12

Casa Branca versus Fox News: É guerra.
11/10/2009, Ari Melber, The Nation

"Chefe de comunicações de Obama diz que já não podem confiar em jornalistas para moderar debates públicos".

A batalha entre a Casa Branca e a rede Fox News alcançou um novo pico no domingo, quando Anita Dunn, Diretora de Comunicações de Obama, numa cadeia nacional, declarou que a rede Fox News é organização partidarizada, que funciona como apêndice do Partido Republicano.

"A rede Fox News opera, praticamente, ou como o setor de pesquisas ou como o setor de comunicações do Partido Republicano" – disse Dunn à CNN. E acrescentou: "não precisamos fingir que [a Fox] seria empresa comercial de comunicações do mesmo tipo que a CNN." Dunn também aproveitou as páginas do The New York Times, a cujos repórteres declarou em entrevista do domingo, que "a rede Fox está em guerra contra Barack Obama e a Casa Branca, [e] não precisamos fingir que o modo como essa organização trabalha seria o modo que dá legitimidade ao trabalho jornalístico."

Na fala mais importante, pela CNN, Dunn afirmou que o presidente Obama agora considera a rede Fox como opositor partidário, mais do que como organização jornalística. "Qundo o presidente fala à Fox, já sabe que não falará à imprensa, propriamente dita" – ela explicou. – "O presidente já sabe que estará como num debate com o partido da oposição".

Presidente da Petrobras em sabatina na Folha SP - hoje.

Petróleo a US$ 65 garante plano de investimentos da Petrobras, diz Gabrielli
Publicidade
GIULIANA VALLONEda Folha Online


Com o barril de petróleo em torno de US$ 65, o plano de investimento da Petrobras tem financiamento garantido até 2013, disse o presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, na sabatina da Folha que acontece nesta terça-feira.
O programa de investimentos da companhia para 2009 a 2013 é estimado em US$ 174,4 bilhões.

Veja a íntegra do marco regulatório
Entenda o que é a camada pré-sal
Exploração da camada pré-sal é desafio para setor de petróleo

Sobre a exclusividade na exploração do pré-sal, Gabrielli afirmou que a discussão "reflete o desconhecimento de como funciona a indústria do petróleo". "Uma empresa de petróleo esta no negócio pelo risco que ele traz, e o retorno disso não é exclusividade do Brasil. O operador é quem contrata os serviços, os servidores, desenha a arquitetura dos poços, mas tudo é discutido no consorcio, no comitê operacional", afirmou

VEJA MAIS


12 de outubro de 2009

Belo Monte é questionada por 40 especialistas!



Um painel de 40 especialistas lançou documento com análises do projeto hidrelétrico de Belo Monte, no Rio Xingu (PA), previsto pelo governo para ser oferecido em leilão em novembro. Os pareceres foram entregues ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), para servir como insumo da análise sobre a viabilidade ambiental do projeto, e ao Ministério Público Federal (MPF), que verificará se há violações da lei, dadas as graves conseqüências do projeto.
O painel identificou diversas omissões e falhas nos estudos de impactos ambientais, que dificultam análises mais conclusivas sobre temas considerados vitais. Apesar do pouco tempo que tiveram para a análise dos documentos, os especialistas concluíram que Belo Monte deve causar graves consequências para a região, seus habitantes e os ecossistemas da floresta amazônica e, ainda, que o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) ignora a dimensão da maioria desses impactos.
- A inédita ineficiência energética do projeto e o processo acelerado e atropelado das audiências públicas mostram que o governo e as empreiteiras pleiteiam uma grande obra a qualquer custo - assinalam os especialistas.

O Brasil terá uma Consolidação Legal dos Direitos Sociais...



O governo recolhe dados para editar uma obra destinada a conscientizar os brasileiros pobres acerca dos seus direitos sociais.

Será, nas palavras do ministro Tarso Genro (Justiça), um “vade mecum das leis sociais do Brasil”.

Vade Mecum é uma expressão latina. Siginifica “vem comigo”. No Direito, é usada para designar os compêndios de leis.

São, normalmente, obras de fácil consulta. Reúnem toda a legislação existentente sobre determinada matéria –direito trabalhista ou previdenciário, por exemplo.

Afora essa publicação, foi ao forno um lote de projetos. Destinam-se a transformar em lei programas sociais hoje escorados apenas em decretos e portarias.

Por último, prepara-se um roteiro para reunir todas as leis sociais num único diploma legal, a CSL (Consolidação das Leis Sociais).

Na última quinta (8), Lula delegou essas tarefas a dois ministros petistas. Além de Tarso Genro, Luiz Dulci (Secretaria-geral da Presidência da República)."

Leia abaixo uma entrevista do Ministro da Justiça - Tarso Genro - sobre o assunto ao blog Hélio Leite:

...enquanto isso...no dia das crianças...




Nova tentativa de repovoar o rio Paraíba do Sul - deu no "O Dia"

"Paraíba do Sul recebe mais 20 mil peixes nesta terça-feira

Rio - A Secretaria Estadual do Ambiente (SEA), o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e a Votorantim Siderurgia promovem, nesta terça-feira, às 11h, em Resende, a terceira ação de repovoamento do Rio Paraíba do Sul. Serão soltos cerca de 20 mil peixes de espécies nativas para a recuperação da ictiofauna do corpo hídrico. O vice-presidente do Inea, Paulo Schiavo, e o gerente coorporativo de meio ambiente da Votorantim, Marco Túlio Xavier Lanza, participam do evento.
A meta do Governo do Estado é repovoar o rio Paraíba do Sul com um milhão de peixes, nos próximos dois anos, em parcerias com empresas privadas. Por meio de convênio, a Light vai doar 100 mil peixes no total. Nas duas primeiras ações, em Resende e Barra do Piraí, foram soltos 50 mil alevinos. O restante será introduzido em Itaocara e na Ilha dos Pombos.A iniciativa reforça o compromisso com a
população e com os mais de 1.700 pescadores que sobrevivem exclusivamente da atividade pesqueira no rio e que foram afetados pelo acidente ambiental ocorrido em novembro do ano passado.Na ocasião, vazaram 8 mil litros do pesticida Endosulfan, proveniente da empresa Servatis, atingindo 400 km do rio – desde o município de Resende até São João da Barra – e provocando a mortandade de 150 mil toneladas de peixe. Por ter ocorrido no período reprodutivo, o acidente comprometeu a produção pesqueira para os próximos anos.No dia 20 de outubro, uma nova ação será realizada com a soltura de mais de 20 mil peixes, das espécies corimbatás e piabanhas. Desta vez, o suporte financeiro é da própria Servatis."

VEJA AQUI

11 de outubro de 2009

O mega-especulador agora faz discurso de Lula com os olhos na Vale!! - deu no Estadão


''Enxergo na Vale diamantes não polidos''
Eike negocia compra de participação na Vale e diz que sua entrada na empresa seria boa para os fundos de pensão e para o Estado
Irany Tereza* e David Friedlander


Depois de meses fugindo do assunto e de muitas respostas genéricas, o empresário Eike Batista finalmente revela detalhes de seu interesse pela Vale, a maior produtora de minério de ferro do mundo. Disse que pode voltar a negociar com o Bradesco, mas no momento está de olho na compra de um lote das ações que a Previ (fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil) tem na mineradora. "É pequeno, mas, para sentar ali no conselho e direcionar, acho fantástico", afirmou ao Estado e à AE Broadcast, na sexta-feira.

Com um discurso igual ao do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Eike criticou a administração da Vale por investir fora do País e disse que gostaria de ter Sérgio Rosa, presidente da Previ, no lugar de Roger Agnelli, atual presidente da Vale. "Honestamente, por mim, comprar uma participação, ter o Sérgio Rosa (presidente da Previ) administrando essa companhia, com a gente podendo dar um input do que fazer (participar da gestão estratégica) já está de bom tamanho. É ajudar o Brasil", afirma. A seguir, a entrevista.

O sr. acha que vai conseguir comprar um pedaço da Vale?

A Vale é o sonho de qualquer minerador. Ela poderia fazer investimentos para agregar valor aos produtos que exporta. E pode também ser um instrumento para dar eficiência à logística do País. Olhando de fora, enxergo na Vale diamantes não polidos a rodo.

Como foi a negociação para comprar a participação do Bradesco na Vale?

Foi uma conversa, não houve um proposta firme, por escrito. Foi só conceito, tipo eu tô aqui!. Houve a conversa e a resposta de volta (o Bradesco não quis vender).Não houve uma proposta?Olha, nosso interesse é falar o menos possível. Apenas dizer que existe o interesse estratégico, sim. A gente acha que agregaria valor ao ativo, que seria bom para o Estado, para os fundos de pensão, que são os maiores acionistas, porque a gente sabe criar valor. Honestamente, por mim, comprar uma participação, ter o Sérgio Rosa (presidente da Previ) administrando essa companhia, com a gente podendo dar um input do que fazer (participar da gestão estratégica) já está de bom tamanho. É ajudar o Brasil.

Essa é a intenção? Ter o Sérgio Rosa no comando?

Sim. Estou falando em tese."
O Eike Batista tem um sonho antigo que é comandar a Vale do Rio Doce, empresa que foi presidida por seu pai - também ex-Ministro de Minas e Energia do Brasil nos tempos da ditadura - e a maior do mundo no ramo da mineração.
Nos últimos meses o Governo Federal tem deixado claro e público o seu descontentamento com os rumos e o comando atual da Vale, que não tem cumprido bem o seu papel social no país e tem colocado em risco o patrimônio dos acionistas... onde há generosa participação dos fundos de pensão das estatais brasileiras.
O velho Eike não é bobo nem nada...quando convém o discurso se afina com o do Presidente Lula...dono de um patrimônio de informações privilegiadas, o mega-especulador agora quer o apoio do Lula para ter acesso à cadeira do atual presidente da Vale, classificado por ele, o Eike, como alguém que não pensa no futuro do Brasil e na geração de empregos por aqui...veremos desdobramentos nos próximos dias, pode esperar!!
Veja também o que diz o Conversa Afiada sobre o assunto: