25 de abril de 2014

O maior legado da Copa

Vocês acreditam que a menos de 50 dias do início da Copa do Mundo de Futebol ainda existe um movimento rolando na Internet chamado "não vai ter Copa"?!
Vai ver que em julho, depois do final da Copa, eles ainda continuem com o movimento. Ai vai ter de ser a de 2018. Ou então eles mudam o nome: "não vai ter copa, cozinha e banheiro", neste caso tentando sabotar o programa social "Minha Casa, Minha Vida".
A verdade é que se a Copa der algum problema, por menor que seja, ele vai ser amplificado e vai ser "culpa do PT". E se der tudo certo, vai ser "apesar do PT". Só rindo...
O amigo Rogério Barreto fez o banner que reproduzimos a seguir, com um texto esclarecedor escrito por ele mesmo. Valeu Rogério!

O maior legado da copa
"Muitos dos que comemoraram, e até tentaram tirar proveito da escolha do Brasil como país sede, agora criticam. Muito mais que estádios modernos e mais seguros, muito mais que as obras de mobilidade e urbanização no entorno dos estádios, ficará uma melhor imagem do nosso país.
Antes das olimpíadas, quando se pensava em Austrália, a primeira imagem era de um aborígine correndo atrás de um canguru, antes das olimpíadas na Coreia do Sul, frequentemente sua imagem era confundida com a Coreia do Norte. De mesmo modo, a África do Sul melhorou muito sua imagem após a Copa de 2010, sempre associada a miséria e ao Apartheid.
O que a imagem do país tem haver com a vida do brasileiro? Segundo a PHD Ilse Struweg, após a Copa a o turismo na África do Sul aumentou sobremaneira, também houve grande crescimento dos  investimentos de companhias de outros países em áreas como das minas, ouro, madeira, construção civil.
Um minuto de exposição na TV custa uma fortuna, imagine a exposição em todos os tipos de mídia em todos os países do mundo. Ademais, após 1970, países como Estados Unidos, França, Japão, Alemanha -2 vezes-, Espanha e Itália foram países sede da  copa do mundo. E  próxima será na Rússia. Praticamente todo o G8. Se fosse mal negócio estes países acolheriam a competição?
Agora é hora de torcer pelo Brasil, dentro e fora de campo!" 

9 comentários:

Anônimo disse...

Muito boa. Excelente. Ir contra a copa agora é idiotice eleitoreira. Má fé.

Juan disse...

Ótima mesmo!!!
Valeu Luiz Felipe, Marcos e Rogério!

Juan disse...

A COPA É NOSSA! VAMOS NOS ORGULHAR DISSO!!!

rogério barreto disse...

Valeu Marcos, suas considerações ficaram excelentes!

Marcos Oliveira disse...

Nós que agradecemos Rogério. Abraço!

Anônimo disse...

Meus caros, a questão não é ser contra ou a favor da copa e sim o quanto de dinheiro público está sendo utilizado em obras por demais superfaturadas. Será que nos Estados Unidos, África do Sul, Austrália,..., esta mesma prática ocorreu. Um estádio novo na África do Sul custou bem menos que a reforma do Maracanã. Se houve um incremento no turismo naqueles países isto é até questionável, uma vez que o turismo sempre foi uma importante fonte de entrada de recursos. Portanto amigos, a copa é bem vinda, mas quem vai pagar a conta? Não nos esqueçamos que o Maracanã já tem dono. Qual será o próximo estádio a ter dono?
Adilson (o Pessanha)

Marcos Oliveira disse...

Meu caro, já foi comprovado que os lucros advindos da Copa são infinitamente maiores para diversos segmentos econômicos e para o país com um todo do que os gastos na mesma. Isso já foi mostrado e pode ser encontrado em sites do governo mas a imprensa preocupada com as eleições não mostra. É a estratégia da "agenda negativa": procuram-se pequenas brechas e multiplica-se por mil e não se noticiam os fatos positivos. Problemas existiram na África, na Alemanha, etc. e vão ocorrer na Rússia em 2018, nada é perfeito. Aliás exigimos perfeição em tudo mas esquecemos que somos basicamente imperfeitos. O importante é que, ao final, o custo-benefício seja positivo para o país e isso eu tenho certeza que vai ser. Quanto ao "Maracanã já tem dono", trata-se de um problema crônico do futebol brasileiro e não da Copa especificamente. Todo o sistema político da CBF tem de ser mudado. Bem como é necessário urgentemente uma reforma política e judiciária neste país. Mas isso nem os deputados nem os juízes querem...
Abraço.

Rogerio Barreto de Souza disse...

Adilson, obrigado pelo comentário.

Os investimentos estádios da copa 2014 são privados. A mídia está contra por interesses eleitoreiros. Até tentaram um sofisma dizendo que há investimento público porque existe incentivos fiscais. Se isso fosse verdade todo mundo que comprou uma geladeira, ou automóvel também esta se beneficiando de dinheiro publico, pois a linha branca e setor automotivo também tiveram redução de impostos para durante a crise.
Se a eleição fosse ano que vem, não haveria tanta crítica.
Esta vai ser a "copa das copas", salvo a campanha orquestrada contra a Copa a Petrobras e tudo que do governo surja efeito.
Que o Brasil vença em junho e outubro e novembro também!

rbs disse...

teste